6 de dez de 2017

DEMONSTRAÇÃO FAZER RENDA TENERIFE 16/dez em GONÇALVES✱✰

Nós também estamos no ARMAZEM SÃO BENTO!

DEMONSTRAÇÃO "FAZER RENDA TENERIFE" dia 16/DEZ

venha desfrutar das janelas para a Serra da Mantiqueira !

mais informação clique AQUI
✱✦✧✱✦✡✦✧✩

8 de nov de 2017

I Jornadas Internacionales de La Roseta de Tenerife



Museo de Artesanía Iberoamericana de Tenerife

En las I Jornadas Internacionales de La Roseta de Tenerife [23-25/11] intervendrá doña Elizabeth H. Correa, investigadora de Encajes, especialista en Renda Sol - Brasil, con su ponencia «Encajes de urdimbre radial en América. Apuntes para su historia».

5 de out de 2017

I Jornadas Internationales LA ROSETA DE TENERIFE



                          Han confirmado su asistencia representantes de Brasil, Croacia, Cuba, Paraguay, Puerto Rico, Estados Unidos,  al igual que artesanos de Lanzarote y Tenerife. Todos ellos disertarán sobre la influencia de la Roseta de esta Isla en sus países. Se llevará a cabo un taller con los trabajos más característicos.

                           El fin último de esta actividad es preservar y poner en valor, desde una perspectiva internacional, la Roseta de Tenerife, a través de su enseñanza, difusión  y sensibilización. También se persigue estimular la participación y la conservación de este  patrimonio cultural, y  establecer una red de intercambio de conocimientos, a escala mundial, para alentar y promover la excelencia, la innovación y la adecuación de los procesos de trabajo.

                         




15 de set de 2017

ARS PANICALE

A renda sobre tule "Ars Panicale" nasceu em meados dos anos 900 em Panicale, Perugia Ee e atualmente a organização LA TRAMA DE ANITTA forma rendeiras da técnica e organiza todos os anos, na terceira semana de setembro, o FILI IN TRAMA .

Na QUINTA MOSTRA MERCATO INTERNATIONALE DEL MERLETTO E DEL RICAMO deste ano o Museu Iberoamericano de Artesania de Tenerife - MAIT levou as 

Rosetas Canárias. Veja uma postagem clicando AQUI.

https://www.facebook.com/MAITenerife/posts/1654307481247540



Da Ars Panicale

Il ricamo su Tulle “Ars Panicalensis” nasce a Panicale nella prima metà del ‘900 per volere di Anita Belleschi Grifoni, una donna colta e raffinata ma anche molto intraprendente, che negli anni ’30 fonda una scuola di ricamo, riconosciuta dall’E.N.A.P.I. tra il 1936 e il 1938, che diventò ben presto famosa in tutte le famiglie nobili e dell’alta borghesia del tempo, fino ad essere apprezzata dalla casa reale. Anita infatti realizzò, insieme alla figlia Maria Teresa Grifoni, l’abitino da Battesimo per la Principessa Maria Pia di Savoia, figlia di Umberto II e Maria Josè, nel 1934.

Saiba mais: 
http://www.arspanicalensis.com/
https://www.facebook.com/Ars-Panicalensis-507541362744181/
https://www.facebook.com/FiliinTrama/

3 de set de 2017

Se voce estiver em Amsterdã ...

If you will be in Amsterdam or in the region until the end of January 2018 don't miss the exhibition 'Lace' 
in Rijksmuseum
.



Exposição com as obras primas em renda do Rijksmuseu!

11 de ago de 2017

A talk about RENDA BRASILEIRA with S.Sassaoka



Marcos Mussi - RENDA BRASILEIRA

A talk to researcher and producer Silvia Sasaoka about lace in Brazil . At that time, June, 2013, there was a exhibit named RENDA BRASILEIRA at SESC/Belenzinho, Curator Renato Imbroisi.

fonte : craftcouncil.org

- Can you tell me a little bit about Brazilian lace? 
Laces are a secular tradition in Brazil that passes from mother to daughter. Learning starts early, between 6 and 12 years old. The girls - and boys, more rarely - learn by observing the everyday work by lace makers in their family and neighborhood. Researchers say that laces arrived in Brazil with European settlers and different techniques for incorporating it came with the different flows. Although the techniques practiced today in Europe stem from the fifteenth and sixteenth centuries, the story of the airy stitches techniques goes back to ancient Eastern cultures. Some researchers identify their origins in the Iberian Peninsula as a legacy of the Moors. Others point to the influence of eastern macramé. And there are those who express their indigenous roots as one of the basic techniques.

There is no doubt that there is a link between laces and the fishing nets, particularly in Brazilian coastal regions, woven mostly by the fishermen’s Marcos Muzi Image Gallery wives. The first laces were introduced by the European techniques in Brazil through the Azores Islands from Portugal.

There are several techniques that have developed, and they basically fall into two major groups: bobbin lace and needle lace, which are subdivided into many variants as Renaissance or needle laces, Irish Laces (a variety of needle laces differing from material), frivolité laces (tatting), nanduti (Tenerife), and filet laces (embroidery on cotton thread of fishermen’s net technique).

- How has this lace tradition moved into current times? 
In ancient times, laces were made of linen and silk yarns, and nowadays cotton thread it is mostly used. Before industrialization, laces represented an investment activity that helped support the family.
But, with the mass production of industrialized laces, the craftsmen lost their space in market. Today in Brazil, lace maker’s daughters and other girls resist doing the most time consuming work by hand, with so many other available jobs. But the story of laces grows in circles, like the stitches in the air. A sudden passion for craftsmanship revitalized the way of doing things by hand, and lace makers regained self-esteem and new professional perspectives. Several Brazilian fashion designers started to include laces as themes for collections: Ronaldo Fraga, Walter Rodrigues, Martha Medeiros, Eduardo Ferreira, and Lino Villaventura, among others.




- Where do you see this craft tradition going in the future? 
This new provision of the so-called consumer market is dramatically affecting and transforming the production of laces. Laces acquire new shapes, colors and functions, and are made with old and new materials. Currently, the lace makers are paying attention to fashion trends, and seek to renew and innovate. And governmental and non-governmental institutions are offering several courses, as part of a broader program of recovery, rebuilding and resignification of Brazilian handicraft.



Marcos Mussi - RENDA BRASILEIRA


2 de ago de 2017

LAS ROSETAS VUELVEN A CASA

Um artigo da imprensa das Ilhas Canárias do final do ano de 2016 traz um pouco da história das ROSETAS CANÁRIAS e o trabalho do Museu Iberoamericano de Artesania de Tenerife em torno desse patrimônio tinerfeño e ancestral de n/RENDA TENERIFE. 

Clique AQUI para acessar o artigo (em espanhol).




5 de jul de 2017

O NOVO SIGNIFICADO DO ATO DE BORDAR (art. Beatriz Montessanti/NEXO JORNAL)

"The satisfaction of manifesting in the world through manual labor is known like have ability to bring tranquility. [These works] seem to alleviate the individual's need to think with trepidant interpretations to justify their value. He can simply note: the building is standing, the car works, the lights turn on.

"Matthew Crawford"
Academician and mechanic
(with gooogle traductor)


'A GORDA', OBRA FEITA POR INTEGRANTES DO CLUBE DO BORDADO

As satisfações de se manifestar concretamente no mundo através de trabalhos manuais é conhecida por ter a capacidade de trazer tranquilidade. [Esses trabalhos] parecem aliviar a necessidade do indivíduo de pensar em interpretações trepidantes para justificar seu valor. Ele pode simplesmente observar: o prédio está de pé, o carro funciona, as luzes ligam”.
Matthew Crawford 
Acadêmico e mecânico


© 2017 | All rights to this material are reserved to NEXO JORNAL LTDA., Pursuant to Law No. 9.610 / 98. Its publication, redistribution, transmission and rewriting without prior authorization is prohibited.
AUTORRETRATO FEITO POR GIOVANNA CONSENTINI, QUE APRENDEU A BORDAR COM O CLUBE DO BORDADO

Link para matéria: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2016/12/22/Como-o-antigo-ato-de-bordar-acabou-ganhando-um-novo-significado-nos-dias-atuais

© 2017 | Todos os direitos deste material são reservados ao NEXO JORNAL LTDA., conforme a Lei nº 9.610/98. A sua publicação, redistribuição, transmissão e reescrita sem autorização prévia é proibida.








23 de jun de 2017

DIA INTERNACIONAL DA RENDA (INTERNATIONAL LACE DAY)

Dia 25 de junho é o DIA INTERNACIONAL DA RENDA.



No facebook procure o site INTERNATIONAL LACE DAY.


Acesse o MAPA INTERATIVO e se inscreva no Mapa com a sua localidade. 

Entre com a senha "ILD2017" ( enter member password: ILD2017)
clique em "Unlock"
Go to ‘additions’ and select ‘add maker – simple’
Coloque seu nome (Entry Name)
Coloque sua cidade (Location)
Assinale "red" Marker: red
Novas adesões serão checadas antes de aparecer(All new additions will be checked first)

Depois, faça o seu crachá

Para as rendeiras e rendeiros de España y Latinoamérica, Juanita de Jonge preparou um crachá que voce preenche com seu nome e país. Pode fazer download pela foto mesmo ou fazendo um clique no arquivo  (onde está escrito acreditacions é o cracha em espanhol).

O que v. faz com o crachá? 

Faça uma foto no dia 25, com amigos, sozinha, na praça, na praia, num terraço ou num café... onde qv. quiser v. faz uma foto com o crachá e sua renda e, claro, depois leve-as para o site INTERNATIONAL LACE DAY" 

UNIDOS PELA RENDA!
¡¡TODOS UNIDOS POR EL ENCAJE!!


17 de jun de 2017

Jornada Internacional das Rosetas de Tenerife


Sala de la Roseta no MAIT: visite http://artenerife.com/sala-roseta/

O Museu de Artesania Iberoamericano de Tenerife - MAIT , como parte de seu trabalho de incentivo e fomento da técnica de tecer as Rosetas de Tenerife ou Rosetas Canárias realiza este ano, entre 22 e 25 de novembro, um evento que trará a La Orotava, cidade sede do Museo, mestres rendeiras representantes das várias regiões aonde a técnica chegou e se estabeleceu. Abaixo o texto da programação : 

"Jornadas Internacionales del Encaje de Tenerife
Se enmarcada dentro del Plan Insular de artesanía del Cabildo, y tienen el objetivo de mantener e impulsar uno de los oficios artesanos en riesgo de desaparición: La roseta de Tenerife. Por ello se ha elaborado un proyecto – propuesta para declararla Bien de Interés Cultural, y se ha  llevado a cabo el montaje de  una sala  permanente en el MAIT dedicada exclusivamente  a ella.

Con estas iniciativas, el Cabildo pretende seguir apoyando el objetivo de preservar y fomentar la roseta en justo reconocimiento a la importancia cultural y económica que tuvo años atrás en nuestra Isla. El siguiente paso para seguir adelante con este apoyo es la organización  de unas ‘Jornadas Internacionales de la Roseta de Tenerife’.

Están dirigidas a todas aquellas personas interesadas en la cultura y las tradiciones populares de la Isla. Su organización está prevista para el mes de noviembre de 2017. El equipo de trabajo estará formado por los técnicos del Museo de Artesanía Iberoamericana de Tenerife, y participarán investigadores de aquellos países donde la roseta ha adquirido una gran importancia (Soles de Maracaibo. Venezuela, Soles de Brasil, Soles de Naranjito. Puerto Rico,  Ñandutí. Paraguay, Luisiana y Croacia)."

fonte : http://artenerife.com/programacionmait2017/



Video de Inauguração da SALA DE LA ROSETA no Museo de Artesania Iberoamericano de Tenerife: 
   

7 de jun de 2017

TENERIFFE LACE AND QUILTING


Kelly Cline made this wonderfull quilt with the vintage piece made with Teneriffe Lace below.



To see how it was done visit  www.kellyclinequilting .com

5 de jun de 2017

LACE IN FASHION



Resultado de dois anos de trabalho catalogando o acervo do Museu da Moda de Bath, Reino Unido, a exposição RENDA NA MODA (LACE IN FASHION) tem peças que vão do séc. XVI até hoje.

O site tem ainda uma brincadeira que possibilita a gente criar nossa própria renda graficamente e salvá-la no site como n/contribuição. Vá lá:



23 de mai de 2017

INSPIRADOR E DESAFIADOR!

A rendeira de nhanduti KUMIKO KUNO criou esse belo motivo "MORANGOS"
A peça demonstra  como a técnica pode servir de suporte para a criatividade além da sua capacidade de se renovar com a criação de novos motivos.

Pretendo estudá-lo e reproduzi-lo algum dia (sempre citando a fonte). Como uma homenagem e como inspiração. Ou uma doce provocação. 

A imagem retirei do Instagram de Kumiko cujo nome é MADUIXA. Acesse AQUI .


Kumiko é japonesa, viveu em Buenos Aires no ano de 2012. Aproveitou sua estada para aprender diversas técnicas artesanais, entre elas o nhanduti. Durante as aulas fez anotações que transformou num delicado livro sobre a tecelagem. Esta história eu contei com mais de detalhes numa postagem de 2015 que v. pode acessar clicando AQUI

15 de mai de 2017

BOLETIM e HANDBOOK 2017 da IOLI-International Organization of Lace

  
 Recebemos o Boletim trimestral e o Handbook 2017 da IOLI esses dias. É sempre uma delícia receber notícias dessa associação de Rendeiras.  E melhor ainda encontrar nossa Renda Tenerife nas capas!




8 de mai de 2017

Pellestrina Lace: a "hidden gem" at Venezian Lagoon



Situada "do outro lado" de Veneza, entre O Lido e Chiogghia, a renda tradicional de Pellestrina é a renda de bilros e ela é famosa por ser colorida 





 
                      

7 de mai de 2017

A WEAVING CIVILIZATION: THE ANDES




A great wealth of information about precolombino cultures.


LAS TEJEDORAS- Cultura Chancay

LOS ANDES: LA CIVILIZACIÓN DEL TEJIDO
Siglos antes de la conquista hispana, el tejido había alcanzado en los Andes una perfección y diversidad que superaba a la textilería europea de la época.
Fue un Arte Mayor, un oficio que entre los inkas se desarrolló en talleres especializados con productos de diversa calidad según los requerimientos del Imperio.
El textil andino, además de su función de abrigo, fue signo de cultura y de identidad, ya que los ancestros míticos les asignaron a los pueblos determinadas vestimentas para distinguirse.
Mantas, túnicas, vestidos, fajas y tocados, eran un recurso simbólico para significar diferencias étnicas, de rango y de ocupación en la sociedad andina.
El tejido más sofisticado fue también un bien preciado que combinaba el deseo de ostentación y lujo, con la necesidad de distinguirse de los demás.
El tejido se instaló en todas las esferas de la cultura andina.
Algunas tapicerías y extensas telas pintadas cubrieron muros de templos y palacios, junto a delicadas y transparentes gasas y tejidos reticulados.
Muchos textiles se destinaron al intercambio en alianzas políticas, para el culto y ofrenda a las deidades, o como envoltorio de fardos funerarios, dispuestos unos sobre otros, en una reiterada opulencia de texturas, colores y símbolos.
Con el mismo esmero se tejía toda clase de artefactos de uso cotidiano, entre ellas, redes de pesca, bolsas, balanzas y hasta instrumentos de contabilidad, como el quipu.
Una destacada expresión textil son las esculturas tejidas, que reflejan un momento cúlmine en la exploración de las potencialidades de este arte prehispánico.
GAZA - Cultura Chancay

 THE ANDES: A WEAVING CIVILIZATION
Centuries before the Spanish conquest, weaving in the Andes had reached a level of perfection and diversity that surpassed that of European textiles produced in the same period.
Textile making here was High Art, a skilled trade among the Inka that was practiced in special workshops, where items of different quality were produced to suit the empire’s requirements.
More than just items to protect people from the elements, Andean textiles signified culture and identity, as the mythical ancestors had handed down distinctive garments to each group to differentiate them. Blankets, tunics, skirts, sashes and headdresses were symbolic resources used to signify ethnic group, status and occupation in broader Andean society.
The most sophisticated textiles were also highly prized goods that combined a desire for lavish sumptuary display with the need to differentiate oneself from others.
Textiles permeated all spheres of Andean culture. Tapestries and large painted cloths covered the walls of temples and palaces, together with fine, transparent gauzy fabrics and reticulated woven cloth. Many textiles were produced as exchange goods used to forge political alliances, others for religious purposes and as offerings to the deities, still others to wrap the bodies of the dead in funerary bundles in a multi-layered display of textures, colors and symbols.
The same care was used to weave all kinds of artifacts for everyday use, including fishing nets, bags, weight scales and even instruments of accounting, such as the quipu.

One outstanding textile expression is found in woven sculptures, which reflect a high point in the exploration of the potential of this pre-Hispanic art form.

TAPIZ - Cultura Chancay

23 de abr de 2017

Técnicas artesanais aliam tradição ao design contemporâneo

A postagem do site NCC-Ecobrands (Natural Color Cotton), que trabalha com algodão colorido orgânico  (visite clicando AQUI) comentando as várias tecnicas de tecelagem tradicionais que utiliza em suas confecções fala brevemente da Renda Tenerife citando nosso trabalho de promoção da técnica. 

20 de abr de 2017

A CASA BORDADA




Exposição de bordados feitos à mão por mestres bordadeiras e bordadeiros dos 27 Estados brasileiros, idealizada pela diretora geral do museu, Renata Mellão.
 As peças e objetos foram pesquisados e selecionados por Renato Imbroisi, curador da mostra, a ser inaugurada dia 10 de maio de 2017.

5 de abr de 2017

Estaremos na FIESTA 2017 de Albuquerque, Novo México, USA.

Nossa inscrição foi aceita! Vamos participar da 
"FIESTA 2017" na 
Exposição de Arte Textil ( Fiber Arts Exhibition), 
Categoria RENDA (Lacemaking), em RENDA TENERIFFE (Teneriffe Lace), categoria patrocinada pela associação



A "Fiber Arts Fiesta" é o principal evento do Conselho de Artes Texteis (Fiber Arts Council) de Albuquerque, Novo México, USA.

 Acontece cada dois anos, nos anos ímpares, com a cooperação das associações co-patrocinadoras do Conselho, que são hoje em número de 17 (veja a relação no http://fiberartsfiesta.org/Guilds.html).


4 de mar de 2017

CADERNO DE RENDA DO SÉC.17


Livreto de motivos para renda de agulha de Antonello Bertozzi editado em 1604 em Pádua, Itália



Clique aqui LACE para acessar o livro 

2 de mar de 2017

EM MARÇO, EM SÃO PAULO, NO STUDIO ARTS!

Dia 21/março começa n/curso
  RENDA TENERIFE-Iniciação às rendas de trama radial
no STUDIO ARTS em S.Paulo
Tel: (11) 2362-1965

Clique para acessar o site 

28 de fev de 2017

PALESTRA(LECTURE): RENDA TENERIFE : INICIAÇÃO ÀS RENDAS DE TRAMA RADIAL em Campinas/SP



ÀS 16HS ESCOLA RUBBO DE MODA E MANUALIDADE EM CAMPINAS 

evento gratuito com inscrição prévia: F: (019) 997 955 965


Venha tomar um café e conversar adentrar pelo mundo da renda artesanal !
https://www.rubboescolademoda.com.br/
Av. José Gabetta 94
Vila Marieta - Campinas-SP

14 de fev de 2017

Roseta de Vilaflor : ancestral da n/Renda Tenerife

Museu Iberoamericano de Artesania (Iberoamerican Handcraft t Museum) in La Orotava, Tenerife, has a special room for Rosetas de Vilaflor (Vilaflor Rosettes) an old craft which was born in Tenerife Island and then extended to other places. The opening of this room is part of the objective of proposing that it be declared a Cultural Interest (BIC). It is a new proposal to make known the history of the Island's Rosette, that played a prominent role in the family economy of Tenerife in the late nineteenth century. This new room is then proposed to meet the requirements of the current museology, while providing a human and communicative component that encourages the participation and conservation of the heritage by future visitors.


2 de fev de 2017

LATINOSSOMOS : fevereiro no SESC/POMPÉIA


De 17/01 a 24/02 as Oficinas de Criatividade do SESC/Pompéia trazem uma serie de mini cursos  e oficinas sobre a Arte da América Latina dentro do projeto LATINOSSOMOS - Arte como trabalho e as Identidades Latino-americanas. 
O projeto reune várias atividades com o objetivo de apresentar ao público uma gama representativa dos saberes culturais praticados nos países da América Latina.

A programação é ampla e sedutora. Entre vários outros, tem o bordado das Arpileras e das Molas, o crochet das Bolsas Wayuu, um esboço do cinema e da música Latino-americanas e ainda Artes e Artistas Feministas. Tem também uns eventos abertos ... Se muito disso tudo é novo para você é mais uma razão para se inteirar do assunto e se inscrever nas Oficinas e Mini cursos do LATINOSSOMOS.

Nós do NHANDUTI DE ATIBAIA estaremos lá de 21 a 24 de fevereiro num Curso de INICIAÇÃO A RENDA TENERIFE, uma das Rendas de Trama  Radial da América Latina.



As regras e prazo para as inscrições estão no site do SESC/POMPÉIA :
http://oficinas.sesc



12 de jan de 2017

ME ENSINA A FAZER RENDA

... é o nome de uma tradicional musica do folclore brasileiro e foi utilizado para um manual que ensina o passo a passo da renda de bilro  como é feita na região de Florianópolis, estado de Santa Catarina. O objetivo da publicação  é apoiar mestres e aprendizes da técnica,  tendo contado  na sua elaboração com o trabalho  de uma pedagoga, além de uma experiente  rendeira da região.  



V. pode acessar a publicação no ISSU mas colocamos um PDF aqui para facilitar.